Transportes

Notícias

Passageiros da CCR Barcas ganham novos bicicletários

 09/03/2018 - 16:53h - Atualizado em 09/03/2018 - 17:38h

Embarcações Gávea, Neves, Urca e Ingá, da linha Arariboia, poderão transportar até 45 bicicletas nos horários de maior movimento


Cresce a cada dia o número de usuários que embarcam na linha Arariboia com bicicletas, buscando facilitar seus deslocamentos diários. Para atender essa demanda, a CCR Barcas iniciou a implementação de novos bicicletários nas embarcações do tipo HC 18 (Gávea, Neves, Urca e Ingá), com capacidade para até 45 bicicletas por viagem nos horários de maior movimento.

 

 

A primeira barca a receber este modelo foi a Ingá, no dia 05 de março. Nesta sexta-feira (09/03) foi a vez do catamarã Gávea receber o equipamento, que fica instalado na proa voltada para a área de embarque, no lado de fora. O novo modelo será implementado nas outras duas embarcações do tipo HC até o fim de março.

 

 

Segundo dados da CCR Barcas, em 2012, a média de bicicletas transportadas por dia nesta linha era de 120, entre 7h e 12h. Seis anos depois, houve um aumento de 166% (320 bikes transportadas no mesmo intervalo).

 

 

Fábio Cavalcante, que mora no Rio e trabalha em  Niterói, destacou a comodidade e a segurança dos  novos equipamentos.

 

 - Utilizo minha bicicleta e a barca para ir para o trabalho  e voltar para casa todos os dias. É bom porque a  bicicleta fica segura durante a travessia, além de  facilitar o nosso deslocamento. Essa combinação entre  os dois transportes é muito interessante - afirmou.

 

 

Em um primeiro momento, a concessionária havia criado um procedimento operacional que permitia o transporte de 25 bicicletas nas proas e 20 no interior das embarcações. Com o novo equipamento, o objetivo é melhorar a acomodação das bikes, reforçando a integração com o transporte aquaviário.

 

 

Essa preocupação foi justamente o ponto positivo destacado pelo músico Ricardo Grion. 

 

 

- Antes, as bicicletas ficavam dispostas de uma maneira que, dependendo de onde você colocasse a sua, era preciso ficar esperando o outro ciclista vir buscar a dele.  Com a novidade não há mais essa necessidade. Foi  uma excelente ideia, está aprovado – destacou.

 

De acordo com a logística estabelecida para os novos bicicletários, os ciclistas devem ser os últimos a embarcar e a desembarcar, e o armazenamento nas embarcações não pode interfir na segurança da navegação e dos demais passageiros.




Encontre em um mesmo espaço serviços públicos facilitando a vida do cidadão e do empresário.

Diário Oficial

  

 

PROGRAMAS E AÇÕES

___________________   Participe das redes sociais    _____________________