Transportes

Notícias

Balanço sobre a coibição de atividades não autorizadas nos sistemas metroviário e ferroviário é divulgado

 02/03/2018 - 17:08h - Atualizado em 02/03/2018 - 17:14h

Cerca de 1.600 apreensões foram feitas desde agosto de 2017


Seis meses após a publicação da resolução que visa coibir atividades não autorizadas nos sistemas de transporte metroviário e ferroviário, o MetrôRio divulgou um balanço sobre as apreensões de mercadorias sendo vendidas ilegalmente dentro do sistema. Desde agosto de 2017 foram realizadas cerca de 1.600 apreensões (75% na Linha 2, que opera da Pavuna a Botafogo).

O mapeamento anual do grupo de produtos apreendidos revela que itens perecíveis foram encontrados em maior quantidade (chocolates, balas, cereais, bolos, entre outros), seguidos de eletrônicos e demais utilidades. As estações com o maior índice de retenções até o momento são: Colégio (36), Central (32) e Engenho da Rainha (24).

A resolução, que estabelece normas e procedimentos a serem adotados pelos agentes de segurança das concessionárias, foi publicada em virtude do crescente registro de atividades não autorizadas de ambulantes em ambos os sistemas. Além de coibir a venda de produtos dentro dos trens, proibida por legislação federal (Decreto da Presidência da República 1832/96), o objetivo da medida é preservar a segurança dos passageiros e garantir o bom funcionamento dos modais.

Através dela, os agentes podem reter mercadorias e equipamentos, entregando-os às autoridades públicas competentes, nos termos do artigo 60 do Decreto Estadual nº 2.522/79.
 




Encontre em um mesmo espaço serviços públicos facilitando a vida do cidadão e do empresário.

Diário Oficial

  

 

PROGRAMAS E AÇÕES

___________________   Participe das redes sociais    _____________________