Transportes

Notícias

Transportes

MetrôRio concede novo desconto e integração Metrô + BRT passa a custar R$ 6,20

 27/09/2017 - 12:46h - Atualizado em 27/09/2017 - 12:53h

Nova tarifa, que já está em vigor, representa economia de até R$ 75 mensais


O MetrôRio concedeu mais um desconto na tarifa de integração para os sistemas de Metrô e BRT. Com isso, desde o dia 1° de outubro, os usuários passaram a pagar R$ 6,20 para usar os dois modais, utilizando qualquer cartão RioCard cadastrado, com intervalo de até duas horas entre a conexão. Essa redução de 30% está sendo concedida apenas pelo metrô, já que o BRT não concordou em conceder um desconto superior ao existente hoje (11%).

Atualmente, a tarifa integrada custa R$ 7, o que representa uma economia de R$ 0,90 por passagem. Com a medida, o passageiro economizará R$ 1,70 por viagem ou aproximadamente R$ 75 mensalmente para usar os dois modais (média de 22 dias úteis). Isso porque, nesta integração, a passagem do metrô passará de R$ 4,30 para R$ 3. Esse benefício não envolve subsídio público.

As estações de metrô que fazem integração com o BRT são Jardim Oceânico (Linha 4), na Barra da Tijuca, e Vicente de Carvalho (Linha 2), na Zona Norte. Para ter direito ao benefício, o usuário deve adquirir o cartão e realizar o cadastro nos postos de atendimento da RioCard ou por meio do site (www.cartaoriocard.com.br). Passageiros já cadastrados não precisam realizar esse procedimento.

- O Governo do Estado investiu fortemente na expansão das linhas metroviárias, criando as condições para a oferta de tarifa integrada que possibilitem cada vez mais o acesso ao transporte de alta capacidade. Essa iniciativa do MetrôRio está amparada nos estudos da concessão e possibilitará que mais pessoas ganhem tempo e qualidade de vida utilizando diariamente o metrô – ressaltou o secretário de Estado de Transportes, Rodrigo Vieira.

Paralelamente à questão tarifária, o Estado e a Prefeitura têm discutido outras medidas com o objetivo de promover cada vez mais a integração do transporte urbano. Entre elas está a integração das linhas de condomínios da Barra da Tijuca à Linha 4, utilizando a infraestrutura de baias já disponível no Jardim Oceânico. Além disso, a Setrans tem solicitado o reordenamento das linhas municipais que hoje coincidem com o metrô para áreas não atendidas pelo sistema.

 

- Diversos condomínios já otimizaram seus custos com o fretamento integrando o serviço ao sistema de metrô. Sugerimos que a Prefeitura normatize este movimento, liberando espaços nas ruas e contribuindo para a adoção do modal de alta capacidade entre a Barra, a Zona Sul e o Centro. O sistema de transporte é único e cabe ao poder público realizar ações integradas para orientar sua utilização para o bem comum – afirmou.  




Encontre em um mesmo espaço serviços públicos facilitando a vida do cidadão e do empresário.

Diário Oficial

  

  

 

PROGRAMAS E AÇÕES

___________________   Participe das redes sociais    _____________________