Segurança

Notícias

Rogério 157 é preso em Operação Integrada na Zona Norte da Capital

 06/12/2017 - 19:14h - Atualizado em 06/12/2017 - 19:14h


A Secretaria de Estado de Segurança (Seseg), por meio das polícias Civil e Militar, com o apoio das Forças Armadas (Marinha, Exército e Aeronáutica), Força Nacional de Segurança Pública e Polícia Federal deflagrou, na madrugada de hoje, operação nas Comunidades da Mangueira, Tuiuti e Arará/Mandela, na Zona Norte da Capital. As Forças Armadas ficaram responsáveis pelo cerco nas comunidades, controle de acesso e desobstrução de vias. Algumas ruas foram interditadas e o espaço aéreo controlado.


Foram presas 14 pessoas e cinco menores apreendidos. Foram apreendidos também um fuzil, uma espingarda calibre 12, duas pistolas, um revólver, três carregadores de armas, dois simulacros de fuzil e um de pistola, uma granada, munições, uma grande quantidade de diversas drogas, rádios transmissores, cadernos de contabilidade e dinheiro em espécie.

 

Policiais civis da 12ª Delegacia de Polícia (Copacabana), comandados pelo delegado titular Gabriel Ferrando, prenderam na comunidade do Parque Arará, Rogério Avelino da Silva, o Rogério 157. O criminoso foi encontrado em uma residência, fingiu ser outra pessoa, mas foi reconhecido pelos agentes. Ele não ofereceu resistência à prisão.

 

Durante entrevista coletiva no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), na Cidade Nova, o secretário de Segurança, Roberto Sá, explicou que Rogério 157 estava sendo monitorado pelos serviços de Inteligência.

 

- As informações de Inteligência circulam e esse criminoso estava sendo monitorado há algum tempo. Não tem sido fácil fazer operações em áreas conflagradas na busca dos criminosos, mas sabíamos que estávamos chegando perto. A operação de hoje conseguiu esse êxito em relação a ele. Não foi por acaso que a equipe do delegado Gabriel Ferrando foi designada para ir ao Arará/Mandela, pois eles o conheciam fisicamente. Sabiam que a possibilidade da prisão era muito grande – afirmou.

 

O delegado titular da 12ª DP, Gabriel Ferrando, também ressaltou o trabalho de Inteligência presente na operação e que a prisão foi fruto de inúmeras informações disponíveis sobre o criminoso.

 

- A prisão do Rogério é uma vitória de todos que estão participando da operação. Isso é um estímulo pra gente, um sinal de que tudo vai dar certo. A sociedade carioca precisa nos abraçar nesse momento tão importante, valorizar seus policiais, que, mediante tanta dificuldade, ainda conseguiram realizar uma ação exitosa, técnica e precisa como essa – disse.

 

O chefe do Estado-Maior Geral da Polícia Militar, coronel Lúcio Baracho, declarou que a Polícia Militar se sente muito orgulhosa em ter participado da operação.

 

- Por dia empregamos 550 policiais militares na Rocinha e estamos atuando dessa forma há quase três meses. Nossas ações na localidade têm abastecido a Inteligência com muitas informações importantes – completou o coronel.

 

O porta-voz do Estado-Maior Conjunto e do Comando Militar do Leste, coronel Roberto Itamar, explicou que as Forças Armadas, além de responsáveis pelo cerco nas comunidades, também realizaram um trabalho de desobstruções das vias com a retirada de barreiras colocadas por criminosos.

 

- Na operação de hoje empregamos 2.900 homens no cerco. Com isso, os órgãos de segurança pública puderam realizar seu trabalho no cumprimento dos mandados de busca e apreensão e de prisão. Além do cerco, visamos estabilizar a área para que os policiais trabalhassem em um ambiente seguro. É uma honra participarmos de operações como essa – afirmou.

 

O Disque-Denúncia deu apoio à operação, com a distribuição de panfletos com fotos dos principais traficantes que atuam na região, estimulando a população a informar as autoridades sobre possíveis esconderijos.

 

Representantes de todas as instituições envolvidas na operação acompanharam no CICC os desdobramentos desde as cinco horas da manhã. A operação integrada desta quarta-feira é a nona envolvendo a Seseg, as Polícias Civil e Militar, Forças Armadas (Marinha, Exército e Aeronáutica), Força Nacional de Segurança Pública, Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal em comunidades do Estado. 




Encontre em um mesmo espaço serviços públicos facilitando a vida do cidadão e do empresário.

Diário Oficial

  

 

PROGRAMAS E AÇÕES

___________________   Participe das redes sociais    _____________________