Segurança

Notícias

SSEVP participa de ações do Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

 19/05/2017 - 11:56h - Atualizado em 19/05/2017 - 11:56h


 

Na quarta-feira (17/05), a Superintendência de Valorização e Prevenção da SSEVP participou do “Seminário de Enfrentamento à Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes em alusão ao Dia 18 de Maio”, no Centro Integrado de Comando e Controle.

 

Anatália Jacuru, da Superintendência, afirmou que a iniciativa mostra o quanto o poder público e a sociedade civil estão engajados em prol da construção conjunta de uma política pública eficaz e perene.

 

- A Subsecretaria de Educação, Valorização e Prevenção tem atuado em parceria com a rede de proteção do Comitê de Proteção Integral a Crianças e Adolescentes nos Megaeventos para a garantia de direitos dessa população e essa ação tem se mostrado eficaz quando conseguimos acionar a rede de forma facilitada – explicou.

 

O subsecretário Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos, Damião Paiva, destacou a importância da presença de diversas autoridades de diferentes áreas no seminário.

 

- As autoridades aqui presentes são reconhecidamente qualificadas pelo trabalho em favor dos direitos das crianças e dos adolescentes. O seminário trará profundas reflexões, vamos encontrar alguns caminhos e estratégias para proteger integralmente as crianças e os adolescentes em nossa cidade e no Brasil.

 

Na quinta-feira (18/5), a SSEVP prestigiou o lançamento da campanha estadual de enfrentamento do abuso e da exploração sexual de crianças e adolescentes. A campanha “Contando um conto – Cuidando de nossas Crianças e Adolescentes”, parceria entre a Secretaria de Estado de Direitos Humanos e Políticas para Mulheres e Idosos (SEDHMI) e a Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro através da Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima (DCAV), conta a história de Marianinha, uma menina vítima de abuso sexual.

 

Emerson Brant, autor da cartilha e policial da DCAV, explicou que a ideia de produzir a cartilha veio após perceber que nas palestras que fazia em escolas sobre violência contra as crianças, a mesma pergunta era feita com frequência.

 

- Durante essas palestras percebemos que as pessoas sempre queriam saber quais eram os sinais e os sintomas. E isso me incomodava porque quando falamos sobre sinais e sintomas é porque o abuso já aconteceu e nós queremos evitar que ele aconteça. Então nós começamos a observar as entrevistas com essas crianças. Todos os elementos presentes na cartilha foram colhidos nos relatos dessas crianças – explicou Emerson.

 

O dia 18 de maio marca o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, a data remete ao dia 18 de maio de 1973, quando Araceli Crespo, de 8 anos, foi raptada, estuprada e morta por jovens de classe média alta em Vitória (ES). Seus agressores nunca foram punidos. Desde 2000, diversas iniciativas são celebradas para informar e orientar a sociedade sobre o tema.
 




Encontre em um mesmo espaço serviços públicos facilitando a vida do cidadão e do empresário.

Diário Oficial

  

  

 

PROGRAMAS E AÇÕES

___________________   Participe das redes sociais    _____________________