Segurança

Notícias

Secretaria de Segurança premia aspirante por análise criminal

 12/05/2017 - 13:06h - Atualizado em 12/05/2017 - 13:06h


 

A média de 9,4 na disciplina “Métodos Quantitativos Aplicados à Segurança Pública” rendeu um notebook ao aspirante a oficial Júlio César Bruno Culuchi, que acaba de concluir o curso formação de oficiais da Academia de Polícia Militar Dom João VI. No entanto, o prêmio maior é dispor da ferramenta para dar continuidade ao aprendizado adquirido. Lançado em 2014, o prêmio “Analista Criminal” tem mostrado o quanto o trabalho de valorização e integração dos policiais à tecnologia pode contribuir de forma efetiva para segurança.


No trabalho final apresentado pelo aspirante, o foco foi a área do 3º Batalhão da Polícia Militar, no Méier, na zona norte. Nele, Culuchi pode explorar o que aprendeu em sala de aula com especialistas vinculados ao Instituto de Segurança Pública (ISP).



Geoprocessamento, estatísticas, análise criminal, violência contra mulher e sistema de metas fizeram parte do currículo. No entanto, o foco dele vai mudar para outra região da cidade: a Barra da Tijuca. É que o aspirante passa a integrar a equipe do 31ºBPM e poderá colocar em prática todo aprendizado, que inclui ainda a experiência anterior no batalhão da Praça Tiradentes, no Centro do Rio e na UPP do Andaraí, na zona norte.


A entrega do prêmio “Analista Criminal” aconteceu na manhã desta terça-feira (09/5), na Secretaria de Segurança, na presença do subsecretário de Assuntos Estratégicos, Roberto Alzir, da presidente do Instituto de Segurança Pública, Joana Monteiro, do comandante da Academia de Polícia Militar Dom João VI, cel. Roberto Vianna, da coordenadora do curso, major Claudia Moraes e do superintendente de Análise e Articulação, cel. Alexandre de Souza. A cerimônia contou ainda com a presença do aspirante Vitor Fernandes, primeiro colocado do curso completo, que foi automaticamente promovido à segundo tenente.


O subsecretário Alzir parabenizou o aspirante pela dedicação e valioso compromisso assumido. Já o comandante da Academia destacou a relevância do prêmio na rotina da segurança. “É impossível pensar hoje em alocação de materiais e pessoas sem pensar em análise e diagnóstico”. Orgulhosa pela capacitação e desempenho do aspirante, a coordenadora, Major Claudia, enfatizou o diferencial que o aspirante leva. “Esse é um caminho sem volta. Esta valorização do profissional representa uma carga para vida e a carreira. É um compromisso de todos nós e permite descobrir e explorar novos talentos”, concluiu ela.
 




Encontre em um mesmo espaço serviços públicos facilitando a vida do cidadão e do empresário.

Diário Oficial

  

  

 

PROGRAMAS E AÇÕES

___________________   Participe das redes sociais    _____________________