Esporte, Lazer e Juventude

Notícias

Filipe Toledo vence em Saquarema e garante pódio brasileiro na quarta etapa da Liga Mundial de Surf

 18/05/2018 - 22:00h - Atualizado em 18/05/2018 - 22:01h

Com a vitória, o paulista entrou na briga pelo mundial e pulou do nono para o segundo lugar no ranking


 

 

Filipe Toledo venceu em Saquarema e garantiu o terceiro lugar no ranking

 

O brasileiro Filipe Toledo venceu a quarta etapa da World Surf League (WSL), que terminou na tarde desta sexta-feira (18/05), na Barrinha, em Saquarema, na Região dos Lagos. Com a vitória, o surfista pulou da nona posição no ranking para o segundo lugar, e entrou na briga pelo mundial. A etapa brasileira da Liga Mundial de Surf, a Oi Rio Pro, foi realizada com o apoio do Governo do Estado do Rio de Janeiro, e é viabilizado pela Secretaria de Estado, Esporte, Lazer e Juventude (Seelje), através da Lei de Incentivo ao Esporte e à Cultura. Além de garantir um ótimo resultado para os surfistas brasileiros e pontuações importantes no mundial, a competição reuniu uma multidão durante os oito dias de provas.


- Conseguir viabilizar uma competição tão importante quanto essa aqui em Saquarema é motivo de orgulho e uma enorme satisfação para nós. Além de incentivarmos o esporte, que em 2020, pela primeira vez, vai participar de uma Olimpíada, também estamos contribuindo para a economia da cidade e do Estado do Rio. Sem contar a felicidade de ver os nossos atletas de pertinho. Vencer no quintal de casa, na nossa “Maracanã do Surf” tem um gostinho especial –, comemora o secretário de Estado, Esporte, Lazer e Juventude, José Ricardo Brito, que deu o troféu ao campeão, Filipe Toledo.

 

A Barrinha ficou lotada no último dia da competição em Saquarema


É a segunda vez que o surfista venceu a Oi Rio Pro, em 2015, ele também chegou em primeiro na competição, que foi realizada na Barra da Tijuca. Com a colocação, Filipe tirou a vice-liderança no Jeep Leaderboard do potiguar Ítalo Ferreira – que agora está em terceiro -, barrou o atual líder do ranking nas semifinais, o australiano Julian Wilson, e tirou as esperanças de Wade Carmichael, com quem disputou uma bateria emocionante, com direito à prancha quebrada de Filipe, que teve que sair do mar para pegar outra. O brasileiro já vai entrar com uma boa pontuação na próxima etapa, que será realizada no dia 27, na Indonésia. Emocionado com a conquista, Filipe dedicou o troféu ao filho, Koa, que nasceu há poucas semanas, e agradeceu pela torcida, que vibrou a cada tubo e aéreos dados por ele.


- Foi um campeonato incrível. Quero agradecer todo mundo que mora aqui em Saquarema e nesta região do Rio de Janeiro, todos os locais daqui, obrigado de coração porque vocês fizeram uma festa incrível. Vocês têm uma onda alucinante aqui na frente da casa de vocês, valorizem isso e obrigado a todo mundo – disse.


Embora tivesse com quatro brasileiros na disputa, o havaiano Ezekiel Lau acabou com a festa do catarinense Yago Dora, que estava completando 22 anos. Já o cearense Michael Rodrigues perdeu para o número 1 do ranking, Julian Wilson. E Gabriel Medina, que estava na briga pela liderança, mas precisava vencer o campeonato, perdeu para Wade Carmichael. Mesmo assim, a competição garantiu pontuações importantes para os brasileiros no ranking: Filipe Toledo está em segundo, Ítalo Ferreira, que saiu nas quartas-de-final do campeonato, está com a quarta colocação, seguido por Gabriel Medina, em quinto.

 

 

A “havaiana-gaúcha”,Tatiana Weston-Webb, subiu para terceiro lugar no ranking

 

Pela primeira vez disputando pelo Brasil,  a surfista gaúcha que mora no Havaí perdeu nas semifinais


A competição feminina terminou na quarta-feira (16/05), com a vitória da australiana Stephanie Gilmore, que segue firme na busca pelo título mundial e manteve a sua primeira colocação no ranking e a disputada lycra amarela (dada para os primeiros colocados). Ela ganhou o confronto direto com a vice-líder, a norte-americana Lakey Peterson, que barrou a brasileira Tatiana Weston-Webb nas semifinais.

Mesmo com a derrota nas semifinais, Tatiana ganhou uma posição, e agora é a terceira colocada no ranking. Essa foi a primeira vez que ela competiu como brasileira no Circuito Mundial. A gaúcha disputava pelo Havaí, onde mora desde criança, e estreou com a bandeira brasileira na lycra em Saquarema.


-Tentei não colocar muita pressão em mim agora que estou representando o Brasil no Tour, consegui manter a calma e estou bem feliz com meu resultado e todo o apoio que recebi da torcida aqui. Gosto muito dessa onda de Itaúna, gostei da Barrinha também e saio daqui bem feliz com tudo – comemorou Tatiana.

 


 




Encontre em um mesmo espaço serviços públicos facilitando a vida do cidadão e do empresário.

Diário Oficial

  

 

PROGRAMAS E AÇÕES

___________________   Participe das redes sociais    _____________________