Esporte, Lazer e Juventude

Notícias

Núcleo de Realengo da Escolinha Léo Moura tem ex-jogador do Flamengo como professor

 27/02/2018 - 11:32h - Atualizado em 27/02/2018 - 12:00h

Com passagem por 28 clubes brasileiros, Marco Denner transmite a experiência da carreira para cerca de 150 alunos



Marco Denner (segundo à esqueda), ex-jogador profissional com passagem por 28 clubes do Brasil, comanda o núcleo de Realengo (Praça da Cohab) da Escolinha Léo Moura / Fotos: arquivo pessoal

 

No currículo, 28 clubes do Brasil. Entre eles, um dos mais famosos do país, o Flamengo. É de Marco Aurélio Martins Ivo, o Marco Denner, a carreira de sucesso no esporte mais praticado entre os brasileiros. Como forma de retribuir tudo o que o futebol já concedeu a ele, Marco se tornou professor da Escolinha Léo Moura, projeto de iniciação esportiva da Secretaria de Estado de Esporte, Lazer e Juventude (Seelje). O ex-jogador, que atua no núcleo Realengo criado no ano passado, aproveita a experiência para auxiliar as cerca de 150 crianças e jovens, com idades entre 4 e 17 anos, que frequentam o projeto na Zona Oeste do Rio de Janeiro.
 

- Sempre tive um sonho de atuar no âmbito social e devolver para a sociedade tudo de bom que o futebol me deu ao longo da carreira. Tenho uma ligação de afeto com o bairro de Realengo, onde conheci minha esposa e, por isso, fiquei feliz com a chegada do projeto ao local, que era carente de opções esportivas para as crianças e jovens – lembrou Marco, hoje com 41 anos.
 

O primeiro clube que atuou foi o Nova Iguaçu, por onde passou pelas categorias júnior e base, até chegar à profissional, aos 17 anos. Passou por equipes de expressão, como o Fortaleza, Criciúma, Portuguesa e até mesmo um time da Coreia do Sul, o Anyang LG. No ano de 2005, chegou ao rubro-negro carioca e ali jogou ao lado de grandes nomes do esporte, como Zinho e Júnior Baiano.
 

Com menos de seis meses de funcionamento, a Escolinha Léo Moura em Realengo já se tornou referência na localidade. Com dois núcleos – Campo do Universal e Praça da Cohab, o projeto, na avaliação de Marco, já evoluiu bastante.
 


Com seis meses de funcionamento, o núcleo já reúne cerca de 150 alunos, com idades entre 4 e 17 anos, e é referência quando o assunto é futebol

 

- O grande objetivo da escolinha é ajudar na transformação social. Sabemos que nem todos serão jogadores de futebol profissionais e, é por meio do esporte, que conseguimos passar valores, como disciplina e respeito ao próximo. É dentro de campo que fazemos a mudança – ressaltou o ex-jogador e professor, que ainda completou:
 

- Embora seja pouco de tempo de trabalho aqui, já percebemos uma melhora no comportamento das crianças e jovens. Falamos muito em amizade, trabalho em equipe e ressaltamos a importância do estudo, pois a carreira de jogador não é fácil. Por isso, é preciso se dedicar à escola também.
 

Ainda de acordo com Marco Denner, a chancela da Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude, junto com o nome de Léo Moura, é o grande segredo para o sucesso do projeto.
 

- Temos a oportunidade de fazer um trabalho de qualidade, com todo o suporte que a Secretaria fornece de material esportivo, como bolas, cones e uniforme para os alunos. Isso faz a diferença e quem mais ganha com isso são os alunos – afirmou Marco Denner.
 

Além do núcleo de Realengo, a Escolinha de Futebol e Cidadania Léo Moura também tem funciona na comunidade da Rocinha, ambas na capital, e está presente ainda em mais outras sete cidades fluminenses – Friburgo, Cachoeira de Macacu, Macuco, Três Rios, Aperibé, São José de Ubá e Cambuci. 


  • Fotos

  • 2 fotos | 27/02/2018

    Núcleo de Realengo da Escolinha Léo Moura



Encontre em um mesmo espaço serviços públicos facilitando a vida do cidadão e do empresário.

Diário Oficial

  

 

PROGRAMAS E AÇÕES

___________________   Participe das redes sociais    _____________________