Esporte, Lazer e Juventude

Notícias

Atleta que treina no Caio Martins supera os seus limites a cada braçada

 29/01/2018 - 17:36h - Atualizado em 29/01/2018 - 17:49h

Nadador irá participar em fevereiro do próximo campeonato de natação na Suécia


 

 

 

Pedro Fernandes Domingues. Este é o nome de um torcedor do flamengo, de 26 anos, que deixa a sua marca de uma forma especial nas piscinas por onde passa. Portador da Síndrome de Down, esse carioca treina na piscina do Complexo Caio Martins, em Niterói, há quatro anos e já conquistou mais de 500 medalhas em torneios nacionais e internacionais.

 

O atleta já competiu em diversas cidades do Brasil e em alguns países da Europa, Ásia e América do Sul. Em fevereiro, dia 9, Domingues irá participar de mais um campeonato internacional, na Suécia. E já sonha em conquistar mais uma medalha de ouro.

 

- Eu me encontrei e consegui superar os meus limites. Não me vejo fazendo outro esporte, a natação é tudo em minha vida. Cada campeonato é único e dou o meu melhor. – diz o atleta.

 

O jovem arrasa nas piscinas e consegue sempre ficar entre os melhores da categoria S14, que inclui deficientes intelectuais. E essa história campeã que começou ainda na infância do nadador, sempre teve o apoio da família.

 

Sua avó, dona Elisabeth Domingues, de 75 anos, acompanha o neto nos treinos e também nas viagens e campeonatos. Com muito orgulho, a avó diz que o esporte foi crucial para o desenvolvimento físico e mental.

 

- Pedro parece um peixe na água. Sempre gostou de nadar, e desde bebê se destacava nas piscinas. Deus deu esse talento para ele. Cada um nasce com um dom, mas infelizmente alguns não possuem oportunidades, e por causa disso há muitos talentos desperdiçados. Pedro é talentoso e, nós, familiares, fazemos de tudo para esse talento não ser desperdiçado – afirma, com orgulho.

 

Os portadores de Síndrome de Down sofrem de hipotonia, uma fraqueza muscular. Por isso recomenda-se natação. Mas o que parecia hábito mostrou-se um talento. Domingues foi convidado para treinar ainda criança e, desde então, não parou mais

 

 

Segundo a treinadora do jovem, Maria Idalina Machado, professora de natação para deficientes intelectuais, o atleta surpreende a cada competição.

 

- O esporte é o espelho da vida. E para o deficiente, o esporte também é uma forma de inclusão social. É uma forma deles interagirem com o mundo. O esporte oferece essa oportunidade para todos sem se importar com classe social ou condição física de uma pessoa. Desde a primeira vez que vi o Pedro nadar sabia que ele iria surpreender a todos. Ele é magnífico nas provas. Um atleta determinado e que ama o que faz - afirma Idalina.

 

Além de ser apaixonado por esportes e pela família, Domingues adora jogos eletrônicos, música, assistir seriados e, obviamente, mexer no seu computador

 

- A vida de um atleta não é fácil. É difícil. Aqui não sei explicar muito. Às vezes não tenho tempo para fazer outras coisas por causa dos treinos e competições, mas sempre que tenho tempo livre fico escutando as minhas músicas e mexendo no computador – afirma.

 


  • Fotos

  • 2 fotos | 29/01/2018

    Pedro Fernandes



Encontre em um mesmo espaço serviços públicos facilitando a vida do cidadão e do empresário.

Diário Oficial

  

 

PROGRAMAS E AÇÕES

___________________   Participe das redes sociais    _____________________