Esporte, Lazer e Juventude

Notícias

Atleta fluminense é a mais rápida dos Jogos Escolares da Juventude

 11/12/2017 - 15:48h - Atualizado em 11/12/2017 - 16:17h

Velocista de 17 anos está sendo monitorada pelo Comitê Olímpico Brasileiro para integrar equipe dos Jogos Olímpicos 2020



A carioca Lorraine Martins, de 17 anos, foi a atleta mais rápida dos Jogos Escolares da Juventude, em Brasília, com o tempo de 12s16 nos 100 metros rasos, prova mais nobre do atletismo / Fotos: Divulgação

 

É do Rio de Janeiro a atleta mais rápida dos Jogos Escolares da Juventude – categoria B (15 a 17 anos), competição que ocorreu em Brasília no mês de novembro. Lorraine Martins venceu os 100 metros rasos, a prova mais nobre do atletismo, com o tempo de 12s16. Carioca e moradora de Bangu, na Zona Oeste da cidade, a atleta despertou o interesse do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) em virtude dos resultados expressivos e vem sendo monitorada para integrar a equipe no próximo ciclo olímpico.
 

- Esta foi a segunda vez que participo dos Jogos Escolares. A competição estava tranquila e eu, confiante na medalha. Além dos 100m rasos, corri os 200m e o revezamento 4x4 misto e, nestas duas provas, conquistei a prata – comentou Lorraine, que tem 17 anos e acumula experiências desde os 11, quando teve o primeiro contato com o esporte:
 


Esta foi a segunda participação da velocista na competição organizada pelo COB e que reúne os melhores de cada estado

 

- Foi na escola que conheci o atletismo. Antes, já tinha feito handebol. Comecei no salto em distância e hoje, me dedico às provas de velocidade. Minha melhor marca foi no Sul-Americano Sub-20, na Guiana Inglesa, quando fiz 11s56 nos 100m. Este ano, já participei do Mundial Sub-18, em Nairóbi, no Quênia, quando fiquei em quarto lugar nos 100 e 200 metros. Agora, o foco é o Mundial Sub-20, que será no ano que vem, na Finlândia – comentou a atleta, que também participou dos Jogos Estudantis do Rio de Janeiro, promovidos pela Secretaria de Estado de Esporte, Lazer e Juventude (Seelje).
 

Para garantir vaga no Mundial Sub-20, Lorraine, que representa o clube EMFCA, terá o primeiro semestre de 2018 para alcançar bons índices e ser classificada para a competição. Por isso, segue um intenso treinamento de duas horas diárias em dois locais – Vila Militar e no Campo dos Afonso, ambos na Zona Oeste. Além disso, a velocista divide o tempo com os estudos no Colégio São Lucas.
 


Este ano, Lorraine representou o Brasil no Mundial Sub-18 no Quênia e ficou em quatro lugar tanto nos 110m, quanto nos 200m, provas que são as especialidades da atleta

 

- Foi por causa do atletismo que ganhei uma bolsa onde estudo. Recebo muito incentivo do diretor da escola, Rudylon Cruz, que sempre deu total apoio e sempre me ajuda quando preciso – lembrou Lorraine, que se espelha em Vitória Cristina Rosa, atleta do Time Brasil, do COB.

 


A melhor marca da atleta foi no Sul-Americano Sub-20, na Guiana Inglesa, quando fez 11s56 nos 100m
 

Treinadora como exemplo

Com cerca de 20 anos dedicados ao atletismo, Neuza do Amaral é a responsável pelo treinamento da Lorraine. Segundo a técnica, a velocista foi evoluindo ao longo do tempo e que, a partir de agora, o foco está nas provas de velocidade.
 

- Eu e Lorraine começamos o trabalho quando ela tinha 13 anos. Com esta idade, ela tinha bons resultados no salto em distância, a primeira prova dela na modalidade. Depois de rodar por todas as demais, tivemos uma decisão em conjunto de focar nos 100 e 200 metros. A Lorraine começou como uma atleta mediana, mas a evolução dela foi muito boa. Em 2016, ela já era a quinta do ranking brasileiro da categoria – revelou Neuza, que resume a carreira da velocista:
 


Lorraine começou no atletismo aos 11 anos e atualmente, é monitorada pelo COB para integrar a equipe brasileira no próximo ciclo olímpico
 

- O trabalho com a Lorraine é a união entre o talento, a dedicação e o trabalho. Digo a ela e aos outros atletas que sou uma experiência viva de como o esporte é um transformador de vidas, pois morava na Baixada Fluminense e era atleta do Vasco. Me tornei atleta e educadora e devo tudo ao atletismo – contou a técnica. 


  • Fotos

  • Atleta do RJ é a mais rápida dos Jogos Escolares da Juventude

    6 fotos | 11/12/2017

    Atleta do RJ é a mais rápida dos Jogos Escolares da Juventude



Encontre em um mesmo espaço serviços públicos facilitando a vida do cidadão e do empresário.

Diário Oficial

  

 

PROGRAMAS E AÇÕES

___________________   Participe das redes sociais    _____________________