Esporte, Lazer e Juventude

Notícias

Atleta campeão da Libertadores de Beach Soccer é aluno do Centro Esportivo de Praia Geração

 21/11/2017 - 15:31h - Atualizado em 21/11/2017 - 15:47h

Projeto, que recebe apoio da Seelje, oferece aulas de futebol de areia na praia da Copacabana



Com 19 anos, Paulo Henrique Borges ajudou o Vasco da Gama a conquistar o título da Taça Libertadores de Beach Soccer / Fotos: Divulgação

 

Levantar a taça de campeão era um sonho que Paulo Henrique Saldanha Borges imaginou que demoraria a realizar. Mas a concretização foi mais rápido do que o jovem pensava. Paulinho, como é mais conhecido, integrou a equipe do Vasco da Gama que, no último dia 18 de novembro, conquistou a Taça Libertadores de Beach Soccer. Com 19 anos, o atleta foi descoberto pelo ‘Centro Esportivo de Praia Geração’, projeto que tem o apoio da Secretaria de Estado de Esporte, Lazer e Juventude (Seelje). Foi graças à parceria do Geração com o clube cruzmaltino que talentos como Paulinho foram revelados.
 

- É um orgulho saber que um projeto parceiro da Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude é responsável por levar o nome do Rio de Janeiro mundo afora. O Paulinho, assim como tantos outros atletas, só puderam trilhar seus próprios caminhos porque encontraram oportunidades positivas. A Seelje tem grande satisfação em apoiar o ‘Centro Esportivo de Praia Geração’, que fomenta os esportes de areia, tão genuínos da nossa cidade – disse o secretário Thiago Pampolha.
 

Disputada no Paraguai, a competição reuniu 12 clubes representantes dos 10 países da América do Sul. Com 100% de aproveitamento, com seis vitórias em seis jogos, o Vasco venceu o Malvín, do Uruguai, na final por 8 a 5 e garantiu o bicampeonato da Libertadores de Beach Soccer.
 


Paulinho, como é conhecido, integra a equipe sub20 do Vasco e também treina com o time adulto do clube cruzmaltino


 

- Foi uma experiência boa demais participar deste título. O Vasco da Gama é o melhor time de futebol de areia do Brasil. Tenho apenas alguns meses no clube e, como eu sou da equipe sub20, tive a oportunidade de integrar o grupo profissional que foi à Libertadores – afirmou Paulinho, que joga como pivô/ala e mora na comunidade dos Tabajaras, em Copacabana.
 

O gosto por futebol é antigo. Antes, a habilidade era no campo e, aos 15 anos, Paulinho teve o primeiro contato com o beach soccer justamente por intermédio do Centro Esportivo de Praia Geração.
 

- Comecei a jogar na areia por falta de opção. Talvez seja mais difícil, se comparado ao futebol de campo, por conta dos buracos que bola acaba entrando. Mas, quem sabe jogar, joga em qualquer lugar – pontuou.
 

Treino em dose dupla

Paulinho faz da areia da praia de Copacabana seu local de treinamento. E, todos os dias, são, pelo menos, seis horas dedicadas ao esporte.
 

- Acho que o título da Libertadores representa uma reviravolta na minha vida. Agora que tive esta oportunidade de jogar com o time profissional, quero seguir no Vasco e aprender ainda mais com eles, que são os melhores. Por isso, minha dedicação é exclusiva ao beach soccer - à tarde, treino junto com a equipe adulta e à noite, com o pessoal do sub20 – disse Paulinho, que lembrou ainda que a base da Seleção Brasileira de Futebol de Areia é composta pelos alguns profissionais do Gigante da Colina, como Mauricinho e Bokinha.

 


Comemoração do título no Paraguai: Vasco da Gama conquistou pela segunda vez a Taça Libertadores de Beach Soccer
 

Ainda em clima de comemoração, Paulinho já está com o foco em outra competição. Na próxima quarta-feira, dia 22, tem início o campeonato Sul-Sudeste, que é classificatório para a Copa do Brasil.
 

- O esporte é bom porque é por meio dele que boas oportunidades surgem, principalmente para quem é de comunidade, como eu. Aqui, em Copacabana, encontramos muitas escolinhas que estão ajudando o futebol de areia a crescer como esporte profissional. Isso amplia o acesso à modalidade – concluiu Paulinho.
 

Com cerca de 800 alunos, o Centro Esportivo de Praia Geração oferece aulas gratuitas de beach soccer e vôlei de praia para meninos e meninas com a faixa etária entre 5 e 21 anos. As aulas são diárias, das 17 horas às 21 horas, na praia de Copacabana, em frente ao Copacabana Palace. 


  • Fotos

  • 5 fotos | 21/11/2017

    Paulinho é campão da Libertadores de Beach Soccer com o Vasco da Gama



Encontre em um mesmo espaço serviços públicos facilitando a vida do cidadão e do empresário.

Diário Oficial

  

 

PROGRAMAS E AÇÕES

___________________   Participe das redes sociais    _____________________