Esporte, Lazer e Juventude

Notícias

Futebol é a modalidade esportiva mais praticada do Brasil

 13/06/2017 - 12:37h - Atualizado em 14/06/2017 - 09:07h

Com seis núcleos em cidades fluminenses, Escolinha Léo Moura revela talentos



Projeto voltado para o futebol, a Escolinha Léo Moura encontra-se em seis localidades do Rio de Janeiro / Fotos: Rogério Santana

 

 

Paixão nacional. O futebol é a modalidade esportiva mais praticada pelos brasileiros. É o que aponta a recente pesquisa ‘Práticas de Esporte e Atividade Física’, da Pnad 2015, realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em parceria com o Ministério do Esporte. São cerca de 15,3 milhões de praticantes. Em segundo lugar aparece a caminhada, seguida pelo esporte fitness. Ainda de acordo com os dados, quanto mais jovem a população, maior é a representatividade do futebol, atingindo 64,5% da faixa etária entre 15 e 17 anos.

A modalidade é uma das atividades oferecidas no projeto de escolinhas da Secretaria de Estado de Esporte, Lazer e Juventude (Seelje). Em parceria com o craque Léo Moura, seis cidades do Rio de Janeiro abrigam núcleos que ofertam o esporte a crianças e jovens a partir dos cinco anos. Além da capital, Cachoeiras de Macacu, Três Rios, Nova Friburgo, Aperibé e Saquarema são os municípios que recebem a Escolinha de Futebol e Cidadania Léo Moura.

Um dos exemplos bem sucedidos é o núcleo do Aperibé, no Noroeste Fluminense, com cerca de 300 alunos. Cinco deles foram recém-contratados pelo Paduano Esporte Clube, time da cidade vizinha de Santo Antônio de Pádua, para disputar este ano a série C do campeonato carioca.

Pesquisa também aponta sedentarismo dos brasileiros

Ainda segundo a pesquisa do IBGE, seis em cada dez pessoas (62,1%) com 15 anos ou mais não praticaram esporte e/ou atividade física entre setembro de 2014 e setembro de 2015, contra 37,9% que praticaram. Em termos de população projetada, são mais de 100 milhões de sedentários e 61,3 milhões que se consideram mais ativos. A falta de tempo e de interesse são os principais motivos apontados para o sedentarismo.

A falta de tempo foi mais declarada pela população adulta, com destaque entre as pessoas de 25 a 39 anos (51,6%). Já entre os adolescentes de 15 a 17 anos, o principal motivo foi não gostarem ou não quererem, com 57,3%. Já o principal motivo para praticar esporte, declarado por 11,2 milhões de pessoas (28,9% dos que praticaram), foi relaxar ou se divertir, seguido de melhorar a qualidade de vida ou o bem estar (26,8%).

Problemas de saúde ou idade foram considerados como principal motivo para 19,0% das pessoas que não praticaram esportes, sendo que na população com 60 anos ou mais atingiu 51,4%. Problema financeiro (1,9%) e falta de instalação esportiva acessível ou nas proximidades (2,7%) foram motivos muito pouco citados, demostrando que a não prática estaria menos associada à infraestrutura disponível e renda, mas sim relacionada a escolhas pessoais e tempo disponível.

A frequência mais comum de prática de esporte, no Brasil, foi de quatro vezes por semana ou mais (26,3%), sendo que apenas 7,8% praticavam menos de uma vez por semana. Destaca-se que para os homens, a frequência mais comum foi de uma vez por semana (27,7%, contra 10,5% das mulheres). Para as mulheres, a frequência mais comum foi quatro vezes ou mais por semana (32,7%, contra 22,6% dos homens). 


  • Fotos

  • Escolinha de Futebol e Cidadania Léo Moura (1).jpg

    4 fotos | 13/06/2017

    Escolinhas de Futebol e Cidadania Léo Moura



Encontre em um mesmo espaço serviços públicos facilitando a vida do cidadão e do empresário.

Diário Oficial

  

  

 

PROGRAMAS E AÇÕES

___________________   Participe das redes sociais    _____________________