Educação

Notícias

Educação

Alunos de Belford Roxo e Mangaratiba visitam espaço Humanidades

 18/06/2012 - 17:14h - Atualizado em 18/06/2012 - 19:42h

Evento paralelo da Rio+20 provoca reflexão sobre o futuro do homem e suas escolhas


Cerca de 70 alunos do Colégio Estadual João Paulo II, de Mangaratiba, e do Ciep João Saldanha, de Belford Roxo, estiveram, na última sexta-feira (15/06), em um dos eventos paralelos da Rio+20. Localizado no Forte Copacabana, o espaço inovador foi criado para promover a reflexão e compreensão acerca de um modelo possível de desenvolvimento que considere os impactos ambientais e garanta melhores condições de vida.


CE João Paulo II
 
Ciep João Saldanha

 

O diretor Sérgio Rito, do João Paulo II, explicou que a seleção do grupo para o passeio levou em conta a participação de cada aluno no Saerjinho – avaliação bimestral avaliação diagnóstica que visa elevar os índices de aprendizado dos alunos da rede –, a frequência e participação dos alunos durante os primeiros meses do ano letivo. Ele explica a preocupação da escola, que também oferece o curso de formação de professores, com a preservação ambiental.

 

– Nossa escola está entre o mar e a montanha, e em uma área onde o turismo é uma importante fonte de renda. A participação nos eventos da Rio+20 vai fortalecer e ampliar o trabalho que já desenvolvemos com eles. É também enriquecedora para o currículo desses jovens professores.

 

Juliana Labre, do 4º ano do Curso Normal, achou a exposição muito interessante e mostrou a preferência por algumas instalações.

 

– A sala que fala dos gastos com educação, mostrando a importância de priorizar investimentos nessa área, foi muito esclarecedora. disse a futura professora.

 

Já Amaury Lage, da 2ª série do Ensino Médio, ressaltou parte da exposição que mostra diversos problemas, como a fome no mundo e o lixo no planeta.

 

– A visita nos dá visões diferentes do mundo que vivemos e nos conscientiza sobre o que está acontecendo e o que precisamos fazer para melhorar, desde pensar no cuidado com o descarte do lixo até nas soluções para a miséria.

 

No terraço com vista para a praia de Copacabana, as bandeiras dos países presentes ao encontro eram facilmente identificadas por André Rachid. O estudante revelou que gosta de geografia e quer ser professor na disciplina. Sobre a visita, disse esperar que os países ricos presentes à Rio+20 cumpram os seus compromissos.

 

– Caso todos façam a sua parte, o nosso futuro não será tão preocupante.

 

Os coordenadores, Adriana de Oliveira da Silva, Daniele Rocha da Costa e Marisa Rodrigues de Souza, além dos professores Ana Simone Bezerra, José Luis Leal Wanderley e Manoel Fernandes, acompanharam e orientaram o grupo.

 

Os alunos do Ciep João Saldanha também mostraram suas preferências. Amanda Silva, Tatiane Lima e Larissa Rodrigues acharam que o projeto ajuda a compreender melhor os problemas e possíveis soluções para o mundo em que vivemos.

 

– A exposição é maravilhosa que nos faz repensar muitas atitudes. Adorei os cubos coloridos com nomes de pessoas do mundo inteiro.

A professora de Geografia, Glória Regina Saldanha, explica que a visita vai gerar trabalhos sobre as questões sustentáveis. Está programada uma exposição com maquetes, cartazetes e vídeos.

 

– Na escola, sempre colocamos os problemas relacionados ao meio ambiente para discussão em nossas aulas. Trabalhamos também as questões do ambiente social que envolve moradia, desemprego e o crescimento desordenado das cidades e seus impactos na vida de todos.

 

Acompanhando os alunos do Ciep João Saldanha, estavam Cristiane da Silva Oliveira, professora de Educação Física, e Maria José de Paula, do apoio administrativo.

 

Após a visita, as duas escolas seguiram para o Museu de Arte Moderna, para visitar a exposição ‘Cerrado’.

 




Encontre em um mesmo espaço serviços públicos facilitando a vida do cidadão e do empresário.

Diário Oficial

  

  

 

PROGRAMAS E AÇÕES

_____________________   Participe das redes sociais   _____________________