Educação

Notícias

Educação

Programa de Formação Continuada de Professores tem 1.907 inscritos no 1º dia

 14/06/2011 - 14:14h - Atualizado em 17/06/2011 - 09:58h

Interessados podem se cadastrar até o dia 27 pelo site da Seeduc


No primeiro dia de inscrições, o Programa de Formação Continuada de Professores em Língua Portuguesa e Matemática, promovido pela Secretaria de Estado de Educação, recebeu 1.907 cadastros. O processo é uma medida da Seeduc, por meio da Fundação Centro de Ciências e Educação Superior a Distância do Estado do Rio de Janeiro – FUNDAÇÃO CECIERJ.

 

As inscrições, gratuitas, foram abertas ontem (13/06) e vão até o dia 27 deste mês, pelo site www.rj.gov.br/web/seeduc. São quatro mil vagas, destinadas aos professores de 9º ano do Ensino Fundamental e 1ª série do Ensino Médio da rede estadual de ensino.

 

- Esse alto número de inscritos apenas no primeiro dia demonstra que estamos no caminho certo no planejamento da Seeduc. Dar essa formação aos nossos professores é uma medida que beneficiará a toda a categoria e aos nossos estudantes também -, afirmou o secretário de Estado de Educação, Wilson Risolia.


O curso, de 160 horas (um ano), será oferecido pela Fundação Centro de Ciências e Educação Superior a Distância do Estado (Cecierj)/Consórcio Cederj, vinculada à Secretaria de Ciência e Tecnologia, e será dividido em quatro módulos. Os professores que participarem do aperfeiçoamento receberão um auxílio mensal de R$ 300, pago pela Seeduc, durante o curso – um investimento total de R$ 13 milhões. O objetivo é rever o conteúdo apresentado nas salas de aula oferecendo novas práticas docentes.


Após a conclusão, os professores poderão, ainda, fazer uma especialização lato sensu em Língua Portuguesa ou Matemática, com mais 200 horas de aulas. Os cursos de especialização serão oferecidos por universidades públicas que fazem parte do consórcio, coordenado pelo Cecierj, que oferece ensino a distância em seis universidades do Rio de Janeiro: Uerj, UFRJ, UFF, Uenf, Uni-Rio e Rural.


Novos avanços

 

A Secretaria de Estado de Educação reforça que, só no primeiro semestre de 2011, houve um acréscimo de R$ 546 milhões em orçamento novo para a pasta, revertidos em benefícios para os todos os servidores e alunos da rede. Foram R$ 68 milhões em auxílio-transporte; R$ 25 milhões no auxílio-qualificação; R$ 32 milhões em enquadramentos; R$ 17 milhões no aumento do valor da GLP/horas-extras; R$ 4 milhões para a gratificação por difícil acesso; R$ 140 milhões para a remuneração variável, de acordo com o cumprimento das metas; e R$ 260 milhões em obras de infraestrutura.

 

- Foram inúmeros os avanços em seis meses e, mesmo diante de tudo isso, não vamos parar de trabalhar, cada vez mais, para garantir melhorias para os servidores. Estamos em constante conversa com toda a categoria e atentos aos problemas e soluções -, disse Risolia.

 

 

 




Encontre em um mesmo espaço serviços públicos facilitando a vida do cidadão e do empresário.

Diário Oficial

  

  

 

PROGRAMAS E AÇÕES

_____________________   Participe das redes sociais   _____________________