Educação

Notícias

Educação

Estudantes conquistam medalhas em competições esportivas internacionais

 24/07/2017 - 16:51h - Atualizado em 24/07/2017 - 16:51h

Jovens garantiram prata e bronze em campeonatos de luta olímpica e de jiu-jítsu


Dois alunos de escolas públicas estaduais conquistaram medalhas de prata e bronze em competições esportivas internacionais de luta olímpica e jiu-jítsu e começam a se destacar no cenário das artes marciais no estado do Rio de Janeiro. Em comum, os jovens talentos demonstram dedicação e são exemplos do quanto é importante aliar esporte e educação na formação dos estudantes.



Uma das campeãs é a aluna Shayanne Vitória da Silva, de 17 anos, que pratica luta olímpica e estuda no Instituto de Educação Professor Ismael Coutinho (Iepic), em Niterói. Ela ganhou medalha de prata, na categoria júnior, no Campeonato Sul-Americano Cadete de Wrestling, disputado na Argentina, no início deste mês.

A jovem começou a participar de competições de luta olímpica em 2013 e não parou mais. Já possui mais de 20 medalhas em torneios estaduais, nacionais e internacionais. Sua rotina, hoje, é intensa, alternando estudos e treinamentos. De manhã, vai à escola e, à noite, segue ao 12º Batalhão da Polícia Militar, no Centro de Niterói, onde dedica três horas à prática esportiva.

Ao apresentar suas medalhas, Shayanne aponta a mais marcante que conquistou: a de prata no Pan-americano Júnior de Wrestling 2017, disputado em Lima, no Peru, em junho deste ano.

 


– Foi a primeira competição internacional que participei e a que mais me emocionou. Nesse torneio percebi que valeu a pena todo meu esforço – disse a aluna.

Shayanne conta que por meio do esporte mudou seu comportamento e, ainda, permitiu que se aproximasse de mais pessoas e conhecesse novos amigos. Essa visão é compartilhada pelo treinador e professor de luta olímpica, Bira Fernandes, que desde o início acompanha a trajetória da aluna. Ele afirma que sempre acreditou e apoiou a jovem.

– Ter dedicação ao esporte é difícil, mas compensa. Por exemplo, uma das coisas que mais gostei nesses anos de convivência com a Shayanne foi quando ela disse que pretende continuar a praticar o esporte e estudar para ter uma vida digna. Isso é muito importante – declarou o treinador.

 

Foto: Carlaile Rodrigues


Outro aluno de destaque nas artes marciais e que estuda em uma escola pública da Secretaria de Estado de Educação (Seeduc) é Lucas Eduardo Duque Vargas, de 16 anos, do Colégio Estadual Baldomero Barbará, em Barra Mansa, Região do Médio Paraíba. O jovem conquistou medalha de bronze, na categoria juvenil, no Belo Horizonte Winter International Open de Jiu-Jitsu, que aconteceu em Minas Gerais, nos últimos dias 8 e 9 de julho. Essa foi a primeira medalha que o jovem conquistou em uma competição internacional de jiu-jítsu.

Ele pratica o esporte desde os 11 anos. Começou, segundo ele, porque era muito “arteiro” e precisava “gastar sua energia”. A descoberta do jiu-jítsu e o incentivo vieram de um professor. Lucas revela que quando começou a evoluir no tatame e conquistar faixas diferentes, passou a se dedicar ainda mais.



– Disputei quatro campeonatos e isso me empolgou. Estou conseguindo encaixar o esporte e os estudos e vou continuar a praticar. É muito bom sentir essa energia das pessoas quando me incentivam – comentou.

O secretário de Estado de Educação, Wagner Victer, acredita que estimular a prática de esportes entre os jovens é um mecanismo importante para transformação social.

– As conquistas desses e outros alunos em competições esportivas representam muito mais do que ganhar de um adversário ou uma disputa por medalhas, mas que estão respeitando seus companheiros e regras, trabalhando em equipe, buscando disciplina e, ainda, que podem ter boas perspectivas em suas carreiras ou vidas pessoais – finalizou Victer.
 




Encontre em um mesmo espaço serviços públicos facilitando a vida do cidadão e do empresário.

Diário Oficial

  

  

 

PROGRAMAS E AÇÕES

___________________   Participe das redes sociais    _____________________