Educação

Notícias

Educação

Alunos do C.E Luiz Carlos da Vila recebem o projeto Sesi Matemática

 27/09/2012 - 17:12h - Atualizado em 27/09/2012 - 17:25h
 » Ramon Guimarães / Fotos: Marcia Costa

A iniciativa busca melhorar a aprendizagem dos alunos


Nesta quinta-feira (27/09), os alunos da 1ª série do Ensino Médio do C.E. Compositor Luiz Carlos da Vila, em Benfica, participaram da inauguração da primeira sala Sesi Matemática, com o objetivo de melhorar a qualidade do ensino da disciplina. A sala conta com lousa digital, 40 laptops, televisão de 42”, projetor, quadro branco e mobiliário adequado. Inicialmente, o projeto será implantado em 11 unidades da rede estadual e nas escolas Sesi/Senai.

 

O SESI Matemática é uma metodologia de estímulo, que utiliza games e outros recursos tecnológicos para motivar alunos e docentes. O programa inclui kits de Matemática, formação continuada para professores e a construção da Casa Sesi Matemática, um espaço aberto à visitação pública, que pretende explorar, de forma lúdica e interativa, a Matemática e sua relação com o cotidiano.

 

Além da Secretaria de Estado de Educação, o projeto conta com a parceria do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, que apoia as ações do programa e sua disseminação em âmbito nacional; do Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (Impa), que chancela o sistema de avaliação do impacto e será o responsável pelo conteúdo da Casa Sesi de Matemática; e a Manga High, empresa inglesa que é referência mundial em Tecnologia da Informação voltada para jogos de Matemática.

 

A proposta visa formar adultos mais críticos e com o raciocínio lógico bem desenvolvido, o que terá impacto direto na formação de profissionais bem qualificados, prontos para atuarem em um mercado de trabalho, que está cada vez mais competitivo.

 

Para o subsecretário de Gestão do Ensino, Antônio Neto, que representou o secretário de Estado de Educação, Wilson Risolia, na cerimônia de abertura, a parceria com a Firjan é uma estratégia importante melhorar o desempenho dos alunos em matemática.

 

- A matemática é hoje uma das dificuldades dos nossos alunos. Observamos, pelas nossas avaliações do Saerj, que as notas dos estudantes da rede nesta disciplina, embora venham aumentando, ainda podem melhorar bastante. O projeto é muito bom, pois foi feito com base no nosso Currículo Mínimo, ou seja, ela já surgiu dentro da proposta da Secretaria de Educação – explicou o subsecretário.

 

O aluno César Farias de Sousa, 15 anos, revelou ter gostado bastante do novo espaço. Ele disse que os novos métodos de ensino podem melhorar o desempenho dos estudantes.

 

- Meu desempenho em matemática é bom, mas tenho colegas que sentem dificuldade nesta matéria. Com esses jogos, nós ficamos mais interessados e motivados a aprender mais – completou o aluno.

 

Eduardo Eugenio Gouvêa Vieira, presidente da Firjan, afirmou que o acordo com secretaria de Educação é fundamental para colocar em prática o projeto desenvolvido com o objetivo de melhorar a aprendizagem em matemática.

 

- Temos pesquisas que mostram que existe uma deficiência grande do conhecimento em matemática no Brasil. É importante tentarmos resgatar isso auxiliando os alunos do Ensino Médio – concluiu Eduardo Eugenio Gouvêa Vieira.

 

Além do subsecretário de Gestão do Ensino, Antônio Neto e do presidente da Firjan, Eduardo Eugenio Gouvêa Vieira, o diretor geral do Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (Impa), César Camacho, também participou da cerimônia de abertura.
 




Encontre em um mesmo espaço serviços públicos facilitando a vida do cidadão e do empresário.

Diário Oficial

  

 

PROGRAMAS E AÇÕES

___________________   Participe das redes sociais    _____________________