Educação

Notícias

Educação

Seeduc inicia agenda de visitas em escolas estaduais

 10/01/2019 - 16:57h - Atualizado em 10/01/2019 - 16:57h

A meta é ir até as unidades para conversar com a comunidade escolar e acompanhar de perto as ações de cada colégio


 A um mês do início do ano letivo de 2019, a Secretaria de Estado de Educação (Seeduc) iniciou, na última segunda-feira, dia 7, a agenda de visitas em escolas da rede estadual. A meta é ir até as unidades para conversar com a comunidade escolar, verificar, conhecer as instalações e acompanhar de perto as ações de cada colégio.

A proposta veio do próprio secretário de Estado de Educação, Pedro Fernandes, que solicitou aos diretores regionais que visitassem as escolas diariamente.

– Nossas equipes atuarão cada vez mais próximas aos colégios. Vamos conversar, dialogar e ouvir a comunidade escolar. Dessa forma, a rede estadual vai avançar e atingir bons resultados em todos os setores, especialmente na área pedagógica – disse o secretário de Estado de Educação, Pedro Fernandes.

A primeira escola visitada pelo secretário e um grupo de diretores regionais da Seeduc foi o Colégio Estadual Matemático Joaquim Gomes de Sousa – Intercultural Brasil-China, em Niterói. Lá, assistiram a uma apresentação em chinês organizada por alunos e ex-estudantes da unidade, em que leram um texto em Mandarim. O jovem Raphael Armando Navarro Cruz também mostrou seu talento ao tocar uma flauta chinesa.

Após conhecer a escola, Pedro Fernandes conversou com os alunos e professores, que contaram como é o convívio no colégio, a relação entre estudantes e docentes, expectativas, entre outros assuntos.

O jovem Patrick Pinheiro, de 17 anos, pontuou que esteve duas vezes na China, em 2018. Ele revelou, inclusive, que ganhou um prêmio internacional no Chinese Bridge, um concurso cultural de proficiência em Mandarim que reúne jovens do mundo todo.

– Apresentei uma dança chinesa e, entre os 250 competidores de vários países, fiquei em 1º lugar. Como prêmio, ganhei viagem de ida e volta para a China e uma bolsa de estudos de seis meses para um curso de Mandarim – disse.

No Colégio Estadual Chile, localizado no bairro Olaria, Zona Norte, a direção da escola apresentou as ações que estão sendo desenvolvidas para o início do ano letivo. Um dos pontos destacados foi a boa procura por vagas e referência que a unidade de ensino desempenha na região, atendendo a alunos de diversas comunidades, como Vila Cruzeiro, Cascata, Complexo do Alemão, Pedra do Sapo, Merendiba e Chatuba.




Encontre em um mesmo espaço serviços públicos facilitando a vida do cidadão e do empresário.

Diário Oficial

  

 

PROGRAMAS E AÇÕES

___________________   Participe das redes sociais    _____________________