Desenvolvimento Regional, Abastecimento e Pesca

Notícias

Desenvolvimento Regional

Preço do tomate cai 25% na CEASA-RJ

 12/04/2013 - 16:58h - Atualizado em 12/04/2013 - 16:58h
 » Marcela Carvalho

Valores de legumes e verduras pouco variaram no Pavilhão 21 nestes últimos dias


O tomate, indispensável na culinária dos brasileiros, segue em queda na segunda maior central de abastecimento da América Latina, a CEASA-RJ. Muitas caixas de tomates estão chegando no Pavilhão 21, o pavilhão do produtor rural, também conhecido como “pedra”, na unidade da CEASA-RJ de Irajá. Nesta sexta-feira (12/04), o preço médio da uma caixa de tomate de 22 kg na “pedra” era de R$ 60,00, enquanto na sexta passada (05/04) o valor comercializado era de R$ 80,00, o que representa uma queda de 25%.


O produtor rural Francismar Baltar Martins aprendeu com o pai e avô o cultivo do tomate. Natural de Paty do Alferes, Franscimar conta que a família vende sua produção na CEASA-RJ desde sua fundação.


- O tomate de Paty está sendo colhido esta semana, chegando agora no mercado. Soube que tomates de São Paulo também estão sendo comercializados no estado do Rio, com isso, a queda de valor é inevitável – acredita Francismar.


O produtor rural Vanio Pedrete trouxe para a CEASA-RJ tomates de Nova Friburgo e conta que comercializou na “pedra” a caixa de tomate até a R$ 40,00.


- O preço está caindo aqui, mas nos mercados não está. O problema é este. A redução dos valores não chega até o consumidor, mas nossa mercadoria está com o preço em queda – afirma Vanio.


Preços dos legumes e verduras seguem estáveis


Os valores de legumes e verduras pouco variaram no Pavilhão 21 nestes últimos dias. O saco de 25 kg de milho verde, por exemplo, era vendido a R$ 15,00 na sexta-feira passada (05/04) e hoje o valor se mantém. O mesmo acontece com a batata doce. A caixa de 22 kg era vendida a R$ 30,00 a uma semana atrás e hoje o valor se repete.


Com as folhosas não é diferente. O produtor rural de Teresópolis Vagner Silva conta que o mercado está estabilizado.
Há 20 anos trabalhando na CEASA-RJ, o produtor rural de Petrópolis Mauro Yamamoto vendeu praticamente tudo o que trouxe para a “pedra” hoje logo cedo.


- Os preços das folhosas estão estáveis e a venda está muito boa – comemora Mauro.
 


  • Fotos

  • foto-tomate.jpg

    1 foto | Desenvolvimento Regional | 12/04/2013

    Tomate em queda



Encontre em um mesmo espaço serviços públicos facilitando a vida do cidadão e do empresário.

PROGRAMAS E AÇÕES