Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Social

Notícias

Ciência e Tecnologia

Faperj lança a terceira edição do programa Startup Rio

 10/08/2017 - 15:55h - Atualizado em 10/08/2017 - 15:57h
 » Renata Fortes

O objetivo é incentivar e promover iniciativas que fomentem a cultura do empreendedorismo e transformem o Estado em um polo de referência em tecnologia.


A terceira edição do Startup Rio, criado em 2014 pela Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia, Inovação e Desenvolvimento Social, foi lançada nesta quinta-feira (10.08), na sede do Programa Startup Rio, no Catete. O edital “Startup Rio 2017: Apoio à Difusão de Ambiente de Inovação em Tecnologia Digital no Estado do Rio de Janeiro" selecionou 50 ideias na área de tecnologia da informação. O objetivo é incentivar e promover iniciativas que fomentem a cultura do empreendedorismo e transformem o Estado em um polo de referência em tecnologia. Cada um dos selecionados pode receber até R$96 mil para desenvolver o projeto durante o período de um ano. A iniciativa é realizada em parceria com a Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj) e tem apoio da Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação (Assespro-RJ) e do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

 

Para o coordenador-geral do Startup Rio e assessor da diretoria de tecnologia da Faperj, Marcos Neme o programa permite que ideias inovadoras sejam testadas e, posteriormente, alavancadas no Estado e no país. “O Startup promove e financia atividades científicas e tecnológicas visando o desenvolvimento socioeconômico e cultural do Estado do Rio. A inovação, a criatividade e o empreendedorismo de jovens criam um ambiente propício e atrativo para a área relacionada ao empreendedorismo digital", afirmou Neme.

 O secretário Gustavo Tutuca disse estar feliz de retornar à pasta e ver que o projeto está fomentando ideias e propostas de qualidade. “Estou muito feliz de, logo na primeira semana do meu retorno à secretaria, iniciarmos mais uma turma do Startup Rio. Este foi um projeto que ajudei a criar e incentivar na minha primeira passagem, em 2014. Mesmo com todas as dificuldades, chegamos à terceira turma e espero que todos os participantes estejam motivados a desempenhar um excelente trabalho”.


Entre os projetos selecionados está o do estudante de engenharia de produção Rafael Viana Mendes, de 23 anos. O universitário criou um aplicativo de celular para facilitar a vida dos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). A iniciativa mostra para o paciente o local de atendimento mais adequado, de acordo com o perfil (idade, doenças crônicas preexistentes, entre outras informações) e os sintomas apresentados. “O 'Logística de Pacientes – SUS' funciona da seguinte forma: o usuário entra no aplicativo e digita seus dados, e o sistema de avaliação de risco indica o local mais perto para se buscar atendimento. A ideia é evitar lotações nas emergências de hospitais e UPAs por pessoas que não precisam de um tratamento de emergência”.

 




Encontre em um mesmo espaço serviços públicos facilitando a vida do cidadão e do empresário.

Diário Oficial

  

 

PROGRAMAS E AÇÕES

___________________   Participe das redes sociais    _____________________