Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Social

Notícias

Assistência Social

Idosos de abrigos da SECTDS participam de festa junina

 17/07/2017 - 12:06h - Atualizado em 17/07/2017 - 12:06h
 » Renata Sequeira

A festa deste sábado (15/07) aconteceu no Centro de Recuperação Social Campo Grande, em Guaratiba,


O girar da saia rodada da caipira lembrava as da baiana quando ela desfilava pelo Grêmio Recreativo Escola de Samba Estácio de Sá. O som não era o de um samba, mas de forró. Afinal, a festa deste sábado (15/07), no Centro de Recuperação Social Campo Grande, em Guaratiba, era um típico arraiá e Teresinha da Conceição, de 76 anos, uma das mais animadas. Ela  é uma das moradoras do Abrigo Cristo Redentor, em Bonsucesso, que participou da atividade da outra unidade administrada pela Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Social. Ativa, trabalha há mais de dez anos em um equipamento da Prefeitura do Rio, no Centro, todas as segundas, terças e quintas-feiras.

- Adoro festa e hoje mais ainda, porque foi aqui em Guaratiba. Pedi a uma costureira para fazer a minha roupa de caipira e eu mesma bordei, já que sou aderecista de Carnaval. Gosto muito de morar no Cristo Redentor e, especialmente, da direção - disse Teresinha, que mora há dois anos no local por conta de uma decisão judicial, já que a casa em que morava, localizada em uma favela do Santo Cristo, estava em área de risco.

Comidas típicas de festas juninas não faltaram, como canjica e também pipoca, cachorro quente e refrigerante. Tudo oferecido pela empresa que fornece alimentação para os idosos do abrigo. Foi na gestão do secretário Pedro Fernandes que serviços básicos, como a alimentação, foram regularizados. A festa deste sábado foi também uma espécie de comemoração desse novo caminho, como explicou a diretora Tânia Lima:

- Nós superamos as dificuldades e, hoje, estamos caminhando. Temos a equipe da Saúde do município prestando toda assistência aos idosos, a alimentação foi regularizada. Essa festa é também para todos os funcionários, que passam por momentos tristes. E, como os abrigos estão interligados nessa nova fase, resolvemos trazer os idosos do Cristo Redentor para participarem dessa festa - comentou Tânia, que está envolvida nos festejos do Abrigo Cristo Redentor, que vai acontecer na próxima sexta-feira, dia 21 de julho.

Os idosos ajudaram na decoração. As bandeirinhas foram cortadas pelos internos e a fogueira de mentirinha e as brincadeiras, como pescaria, preparadas pelos funcionários. Os do Cristo Redentor - cuidadores, técnico de enfermagem, psicólogo - também marcaram presença. Caso de Vanessa Barros, de 36 anos, que há dois anos e meio trabalha como fonoaudióloga. 

- Essas atividades são sempre importantes, porque eles socializam, voltam às lembranças ao ouvir músicas da juventude. Têm a chance de comer alimentos que não são da rotina deles. E, o mais bacana, é essa troca entre os idosos dos dois abrigos. Para a gente, o que importa é que eles estão aproveitando - contou Vanessa, que já trabalhava com idosos antes de começar no Cristo Redentor.

José Carneiro da Silva, de 72 anos, fez questão de sentar na mesma mesa que idosos do Cristo Redentor. Ele disse que sente falta da época que o Centro de Recuperação Social tinha mais moradores. Atualmente, são 60 idosos com diferentes graus de dependência.

- Já brinquei muito aqui, porque tinha muita gente, mas agora tem pouco. Não lembro  ao certo quando me mudei para cá, porque eu fugia muito e não tinha documentos, mas, desde que sofri um atropelamento, há três anos atrás, e precisei cuidar da perna, eu não saio daqui. É melhor que estar na rua. Eu sou feliz e, se não morasse aqui, não estaria mais vivo, porque perdi muitos amigos daquela época - explicou José que "aprendeu a se virar na rua" como pedinte e recolhendo papelão.


  • Fotos

  • festa5.jpg

    7 fotos | 17/07/2017

    Festa no abrigo de Guaratiba



Encontre em um mesmo espaço serviços públicos facilitando a vida do cidadão e do empresário.

Diário Oficial

  

  

 

PROGRAMAS E AÇÕES

___________________   Participe das redes sociais    _____________________