Assistência Social e Direitos Humanos

Programa de Atendimento Integral à Família (PAIF)



    
O PAIF, implantado no estado do Rio de Janeiro desde 1999 e incorporado pelo Governo Federal em 2003, se constituiu enquanto uma metodologia de atendimento às famílias que orienta a implementação das ações voltadas para o atendimento a idosos, crianças, jovens e adultos em seu contexto individual e familiar, seja no CRAS ou na rede de serviços locais. Em 2004, a Política Nacional de Assistência Social (PNAS), em sua redação, torna obrigatória a oferta do serviço nos CRAS, em todo o território nacional.

 

O serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família (PAIF) dinamiza a Proteção Social Básica, permitindo o fortalecimento dos vínculos familiares e sociocomunitários. Pela articulação com a rede de serviços do território, favorece o acesso às políticas públicas setoriais e, consequentemente, o fortalecimento dos vínculos interinstitucionais.

 

A qualificação das equipes técnicas que atuam nos CRAS é fundamental para a execução do PAIF. Enquanto a coordenação se ocupa da articulação dos diferentes parceiros na organização e manutenção da Rede de Proteção Social Básica do território, os demais técnicos se encarregam do atendimento às famílias (acolhimento, cadastramento, entrevistas, reuniões grupais e temáticas, visitas domiciliares); da elaboração, implementação e avaliação doa Planos de Ação Promocional; das atividades coletivas, enfim, do acompanhamento psicossocial das famílias.

 

O trabalho social com as famílias se desenvolve a partir da identificação de suas vulnerabilidades e riscos sociais no âmbito familiar e/ou comunitário, através de demanda espontânea ou busca ativa, tendo como instrumentos de coleta de informações os dados contidos no Cadúnico, nas entrevistas e nas visitas domiciliares. Em seguida, constrói-se, em conjunto com a família, o Plano de Ação Promocional (PAP) que auxiliará a formular estratégias para enfrentamento das situações identificadas. Posteriormente, se necessário, encaminha-se para requerimento de benefícios, programas e serviços socioassistenciais locais, bem como, de outras políticas sociais de modo a contribuir para o acesso aos direitos sociais existentes e o consequente fortalecimento da cidadania.

 

Os encaminhamentos aos programas Bolsa Família, Benefício de Prestação Continuada, Projovem, Erradicação do Trabalho Infantil e a outros programas, projetos e também serviços, devem ser monitorados, garantindo o acompanhamento sistemático, efetivando, assim, a dinâmica de referência e contrarreferência preconizada pela política.

 

A construção de uma visão crítica da realidade, o resgate da auto-estima dos beneficiários, o incremento dos níveis de autonomia das famílias são elementos fundamentais no acompanhamento sistemático proposto pelo PAIF, que ocorre obrigatoriamente nos CRAS.

 




Encontre em um mesmo espaço serviços públicos facilitando a vida do cidadão e do empresário.

Diário Oficial

  

  

 

PROGRAMAS E AÇÕES

_____________________   Participe das redes sociais   _____________________