Ambiente

Notícias

Programa Ambiente Solidário, da Secretaria de Estado do Ambiente, cria horta comunitária

 26/01/2018 - 16:35h - Atualizado em 26/01/2018 - 16:35h
 » Redes Sociais SEA/INEA

Com adubo orgânico, processado pela máquina composteira, água de chuva reaproveitada e mãos dedicadas a trabalhar, os canteiros já produzem frutas, legumes e verduras


 A horta-piloto do Programa Ambiente Solidário já dá os seus primeiros frutos. Diariamente, a terra recebe tratamento pelas mãos do agente socioambiental José Manoel, responsável pelo cultivo dos canteiros. Em troca, o resultado cresce a olhos vistos: pés de diversas frutas como, banana, maracujá, abacaxi, e hortifrutigranjeiros como, aipim e milho abrem espaço ao longo do terreno de 1.500 m², localizado nos fundos da Ecco Ponto Brasil Sustentável, sediada no bairro de Honório Gurgel, na Zona Norte do Rio. A empresa é parceira do programa estadual de reciclagem.

 

José Manoel é o responsável pela transformação do ambiente, que antes da chegada do projeto era um espaço esquecido, numa frondosa e diversificada horta. “Antes, o que mais se via no terreno baldio era mato alto, ratos e mosquitos que deram lugar a vários tipos de verduras, legumes e frutas. Foi muito trabalho e bom adubo, também. Faço tudo com muito carinho”, resumiu.

 

O agente socioambiental se refere ao emprego do adubo orgânico, produzido pela máquina composteira, adquirida pelo programa Ambiente Solidário, capaz de processar 40 kg de resíduos por hora, sem mau cheiro ou chorume.

 

A fertilização orgânica, aliada à irrigação com água inteiramente reaproveitada de chuva e ao trabalho dedicado do José Manoel ofereceram o resultado que surpreendeu o coordenador do Ambiente Solidário, Ricardo Alves: “um dia me ligaram para dizer que já havia crescido uma horta e eu não acreditei. Quando cheguei lá para ver levei um susto com o tamanho da plantação. É gratificante. Essa horta testemunha o avanço do nosso programa”, exclamou.

 

Segundo Ricardo Alves, em breve, a ideia da horta comunitária “uma poderosa ferramenta para educação”, será replicada em todos os núcleos do Programa, na Zona Norte Carioca e no município de Santa Maria Madalena também. Escolas, terão a oportunidade de enriquecer suas merendas, e também Igrejas e até um batalhão da Polícia Militar, irão ganhar um ambiente inclusivo, cultivado com as mesmas técnicas do projeto-piloto nascido em Honório Gurgel e com o envolvimento de mãos tão dedicadas e cuidadosas, como as do José Manoel, que agora vai ter oportunidade de se tornar o professor de muitos alunos.

 

O Programa Ambiente Solidário da Secretaria de Estado do Ambiente, mantido pelo Instituto Estadual do Ambiente (Inea), tem como objetivos a defesa ambiental, a geração de trabalho e renda e a promoção da parcerias entre os agentes públicos, terceiro setor, empresas e entidades representativas.

 

Saiba mais: conheça o Programa Estadual de Reciclagem Ambiente Solidário




Encontre em um mesmo espaço serviços públicos facilitando a vida do cidadão e do empresário.

Diário Oficial

  

 

PROGRAMAS E AÇÕES

___________________   Participe das redes sociais    _____________________