Ambiente

Notícias

Ambiente

Rebio Araras participa de simulado de combate a incêndios florestais

 07/08/2015 - 00:00h - Atualizado em 07/08/2017 - 17:46h
 » Redes Sociais SEA/INEA

Atividade foi organizada no âmbito do Exercício Conjunto de Apoio à Defesa Civil, promovido pelo Ministério da Defesa


 A Reserva Biológica Estadual de Araras, situado no município de Petrópolis e administrado pelo Instituto Estadual do Ambiente (Inea), participou, nesta quinta-feira (3/8), de um simulado operacional de combate a incêndios florestais realizado no Destacamento de Controle do Espaço Aéreo do Pico do Couto (DTCEA), na localidade de Rocio, em Petrópolis. A atividade foi organizada no âmbito do Exercício Conjunto de Apoio à Defesa Civil (Ecadec), promovido pelo Ministério da Defesa.

 

Cerca de 20 pessoas participaram do simulado, entre os quais uma equipe da Rebio Araras e representantes da Aeronáutica e do Grupamento de Bombeiros Militares de Petrópolis.

 

A ação aconteceu considerando um cenário de alto risco às instalações do DTCEA e de difícil combate para os brigadistas, por conta de diversos fatores como o tipo de vegetação, a altitude e inclinação do terreno daquela área, além do complicado acesso, por conta da distância que precisa ser percorrida para chegar ao Pico do Couto e pelo fato da via de acesso ser muito sinuosa e estreita.

 

“O evento foi de extrema importância para integração da Rebio Araras com o Corpo de Bombeiros e a Aeronáutica, garantindo o aperfeiçoamento das ações para uma resposta mais rápida e eficaz numa situação real”, disse a gestora da Rebio Araras, Isabela Bernardes.

 

“Esse exercício é importante para testar as nossas articulações e a nossa atuação quando na ocorrência de um desastre natural ou provocado. Com isso, podemos verificar o que deve ser aprimorado e o que deu certo”, ressaltou o tenente da Aeronáutica Pedro Henrique Mazzoni, comandante do Destacamento de Controle do Espaço Aéreo do Pico do Couto,

 

O Exercício Conjunto de Apoio à Defesa Civil tem por objetivo dar apoio às Defesas Civis Estaduais e municipais visando ao aprimoramento de suas ações em caso de desastres. A primeira edição aconteceu em Santa Catarina, em 2015. Em 2016, ocorreu no Espírito Santo e, neste ano, foi realizado no Estado do Rio de Janeiro, em Petrópolis

 

Para essas atividades, foram escolhidos cinco cenários de desastre, levando-se em conta os mais comuns na cidade. O exercício, que teve início na segunda-feira (31/07) e termina hoje (04/08), simulou cenários de chuvas intensas e vendavais seguidas por inundações e deslizamentos de terra, além de um incêndio florestal de grandes proporções.

 

O ECADEC funciona sem tropas ou equipes no terreno. As situações são simuladas por meio de uma rede de computadores, sendo que os protocolos, planos e ações são coordenados entre as instituições para o emprego real. O treinamento é moldado para testar a integração entre todas forças participantes em situações de apoio à Defesa Civil.

 

A Rebio Araras abrange principalmente o município de Petrópolis, com uma pequena porção em Miguel Pereira. Foi criada com o objetivo de assegurar a preservação dos remanescentes de Mata Atlântica presentes no chamado Corredor da Serra do Mar, no âmbito do Mosaico da Mata Atlântica Central Fluminense, bem como ampliar o potencial de conservação da Região Serrana fluminense.

 

Nas Reservas Biológicas são permitidas apenas visitas de cunho educacional e a realização de pesquisas científicas, mediante prévia autorização.




Encontre em um mesmo espaço serviços públicos facilitando a vida do cidadão e do empresário.

Diário Oficial

  

 

PROGRAMAS E AÇÕES

___________________   Participe das redes sociais    _____________________