Imprensa RJ

Notícias

Educação

Colégio Estadual Dom Adriano Hipólito participará de torneio nacional de Robótica

 07/12/2018 - 14:26h - Atualizado em 07/12/2018 - 14:26h

Evento acontecerá em Minas Gerais, neste final de semana


 A equipe Fênix, composta por 11 alunos do Ensino Médio do Colégio Estadual Dom Adriano Hipólito, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, conquistou a vice-liderança na disputa regional do Torneio Brasil de Robótica (TBR) e, neste final de semana (8 e 9/12), participará da etapa nacional em Belo Horizonte, Minas Gerais. O tema da competição neste ano é ‘Ação pelo Trânsito Seguro’.

 

Entusiasmada com o desempenho dos estudantes, a diretora-geral Rogéria Martins vê na Educação o caminho para a superação de limites.

 

– A proposta do nosso colégio é estimular o protagonismo juvenil, com orientação. Nossos alunos abraçaram o projeto de Robótica e estão muito felizes com essa classificação. Isso significa muito para eles. Competimos com escolas particulares e da rede federal, e levamos o segundo lugar – disse Rogéria, docente há 14 anos no colégio e diretora desde o início do ano.

 

Os jovens elaboraram o projeto teórico e o prático - que inclui a montagem e a programação de um robô -, sob a coordenação do diretor-adjunto Guilherme Machado, especialista em Robótica.

 

– Sempre fui apaixonado pela área. Já conquistei títulos e medalhas em outras instituições de ensino, mas foi a primeira vez que uma equipe do Adriano Hipólito participou. Nossos alunos marcaram presença e mostraram qualidade – destacou Guilherme, que assumiu a gestão neste ano, mas tem experiência de oito anos na unidade, lecionando Física e Matemática.

 

A estudante da 2ª série do Ensino Médio, Amanda Christina Lameira Gonçalves, de 18 anos, é a monitora do grupo. Quando soube da iniciativa do diretor Guilherme, aproveitou sua experiência de oito anos em Robótica para auxiliar na composição da equipe: Camilla Soares, Cassiano Mendes, Luiz Henrique, Lucas da Silva, Eduardo Anjos, Eduardo Lucas, Isis Victoria e Yasmim Paiva. A preparação para o campeonato começou em março e se intensificou nos últimos dois meses.

 

– Como eu já tive aulas sobre Robótica em outra escola e participei de torneios, comecei a ajudar, mostrando que esse é um trabalho que envolve organização, método e espírito de equipe. Nosso time é formado por alunos que estão dispostos a aprender – disse.

 

A ‘Gestão do Trânsito’ foi o foco da Equipe Fênix, que concorreu na categoria High. A ideia do grupo foi atualizar os semáforos, os pontos de ônibus e as faixas de pedestres no município de Nova Iguaçu, visando facilitar a circulação de pedestres e veículos.

 

– Fizemos a pesquisa sobre o trânsito no município, inclusive levantando o número de acidentes e mortes. Percebemos que o sistema que existe não leva em conta as inovações da cidade. Por isso, pensamos em uma proposta de revitalização e em soluções tecnológicas para modernizar o sistema atual – comentou.

 

Para o julgamento do projeto, são levados em consideração aspectos como: Mérito Científico, Organização e Método e Tecnologia e Engenharia, além do desempenho no Desafio Prático na arena, quando o robô criado pela equipe faz as atividades propostas.




Encontre em um mesmo espaço serviços públicos facilitando a vida do cidadão e do empresário.

Diário Oficial

  

 

___________________   Participe das redes sociais    _____________________