Imprensa RJ

Notícias

Educação

Escola de Itaperuna cria o Projeto Motivação Através de Metas

 08/08/2011 - 21:30h - Atualizado em 08/08/2011 - 21:28h

Cada aluno ganhou um ímã de geladeira personalizado, com suas notas e objetivos


Um novo acessório está mudando a rotina do Colégio Estadual Chequer Jorge, em Itaperuna. Desde a divulgação do plano de metas para as escolas – parte do Programa de Educação do Estado do Rio –, a unidade não é mais a mesma. Incentivados pelo professor de Ciências e Biologia Alexandro Cunha Silva, autor do Projeto Motivação Através de Metas, os estudantes avaliaram seus resultados do 1º bimestre e criaram metas individuais para os períodos subsequentes. Cada aluno ganhou um ímã de geladeira personalizado, com suas notas e objetivos. O apetrecho virou febre entre a garotada.



O ímã foi desenvolvido em formato de régua e marcações em verde, vermelho e amarelo para cada disciplina, de acordo com as notas obtidas e metas estipuladas. O adereço, com a foto de cada aluno, já estampa as geladeiras das famílias, que foram envolvidas pela escola no desafio por notas melhores.



- Queremos os pais participem, saibam como está o desempenho de seus filhos na escola e como podem ajudar. Estamos visitando pessoalmente nossos alunos aos sábados, e a receptividade tem sido grande. É importante o jovem saber que não é apenas mais um número na chamada. Nessas visitas, distribuímos balas e doces aos que estão com os ímãs expostos em casa. É um gesto simbólico, mas eles se sentem valorizados – explicou Alexandro, que vem percorrendo os bairros com o professor voluntário Marcos Paulo Capteville.



Alexandro já planeja outra ação de impacto: colocar na escola um mapa fiel dos bairros vizinhos, em tamanho ampliado, para que as casas dos alunos já visitados sejam assinaladas.



- Visitamos famílias de diferentes classes sociais. É um trabalho de campo emocionante e recompensador. Quem ainda não teve a surpresa, nos cobra. Já temos uma lista de alunos pedindo a visita. Vemos que eles aprovaram a iniciativa e se envolveram com o projeto. Muitos estão estudando em grupo para atingirem as metas. As aulas de reforço em Português e Matemática, realizadas no contraturno pelo Programa Mais Educação, estão lotadas. A adesão subiu em 80%. É grande o comprometimento deles - afirmou o professor.



Outras ideias nasceram no conselho de classe, como um formulário para o acompanhamento do trabalho dos professores – uma espécie de banco de boas práticas pedagógicas -; gráficos de médias por turma, que foram colocados em quadrinhos emoldurados nos corredores da escola; brindes para os melhores alunos e a divulgação, nas salas, dos estudantes que foram destaque no mês.



- Acho bacana a escola estar tão empenhada em cativar nossos filhos. Recebemos a visita dos professores e foi uma alegria. A meta aqui em casa é tirar nota 8 em tudo. E vejo que eles estão se esforçando para chegarem lá – disse a auxiliar de enfermagem Adriana de Souza sobre os filhos, Ivan, de 11 anos, e Juliana, de 13.



Diretora adjunta, Fabiana França Ferreira da Silva acredita que as próximas avaliações no colégio e do Saerjinho – exame interno das escolas da rede estadual – serão cada vez melhores.



- O projeto criou nos alunos a consciência de que as metas não são da escola ou dos professores, são deles próprios. A professora de Português do 9º ano aplicou um teste em sala recentemente e já notou avanços. Os resultados foram excelentes. Estamos orgulhosos com a dimensão que a iniciativa tomou. Despertamos novas expectativas e sonhos – disse a educadora.
 




Encontre em um mesmo espaço serviços públicos facilitando a vida do cidadão e do empresário.

Diário Oficial

  

  

 

_____________________   Participe das redes sociais   _____________________