Imprensa RJ

Notícias

Casa Civil

Imprensa Oficial disponibiliza obras gratuitas na Bienal Internacional do Livro

 06/09/2013 - 12:33h - Atualizado em 06/09/2013 - 12:33h

Público participa de 'quiz', em dois computadores que ficam à frente do estande


A XVI Bienal do Livro do Rio de Janeiro, que acontece do dia 29 de agosto a oito de setembro, no Riocentro, tem um espaço exclusivo para a literatura niteroiense. A Imprensa Oficial participa do evento desde 2007, editando especialmente para cada Bienal, títulos de interesse e clássicos da literatura brasileira, que são distribuídos gratuitamente no estande. Este ano, o destaque é a coleção “Pimentel leu e recomenda”, composta por cinco obras selecionadas pelo poeta e escritor Luís Antônio Pimentel.

 

O estande Letras de Niterói —que fica no Pavilhão Verde, rua R-11 —, reúne, a convite da Imprensa Oficial, outras cinco editoras dentre as mais expressivas da cidade: Niterói Livros, Nitpress, Muiraquitã, Editora da Uff e Intertexto, além da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia daquele município.


O público que visita o espaço participa de um divertido ‘quiz’, acessado em dois computadores que ficam à frente do estande. Ao responder corretamente as perguntas sobre livro impresso e eletrônico, o visitante ganha um ki t (livro e revista O Prelo, ambos editados pela Imprensa Oficial). A brincadeira tem despertado a curiosidade de quem passa, formando imensas filas para responder as perguntas e ganhar o kit.


O conceito impresso e eletrônico também fazparte da arquitetura do estande. O destaque é uma enorme estrutura, que representa um híbrido de livro e computador, com um espaço interno que simula o interior de uma CPU, e queatraipessoas de todas as idades para ver de perto como é por dentro esta máquina que hoje faz parte do cotidiano de todos.


Outra atração do estande é o painel do Projeto Mais Leitura, onde os visitantes colocam o rosto em um desenho vazado para tirar fotos e se divertir com o resultado.


Seguindo sua programação durante a XVI Bienal do Livro, aImprensa Oficial fez o primeiro lançamento na última sexta-feira, dia 30/8. O livroinfantil A Família Salada, de Claudia Cataldi, fala sobre alimentos, sem abrir mão do mundo mágico, contribuindo para conscientizar os pequenos sobre a importância de comer bem e cuidar da saúde. O evento reuniu professores, alunos e crianças, que bateram papo com a autora e ganharam livros autografados por ela.


No sábado, dia 31/8, foi a vez de Arnaldo Niskier lançar o livro Histórias para Crianças. Membro da Academia Brasileira de Letras e professor, Arnaldo Niskier publica neste volume, 40 obras dirigidas ao público infanto-juvenil.

 

 

O acadêmico conversou, distribuiu sorrisos e autografou o livro, que faz um enorme sucesso entre as crianças.

 

No mesmo dia, o lançamento de A Contradita: polícia política e comunismo no Brasil,organizado peloArquivo Público do Estado do Rio de Janeiro,também atraiu a atenção de um público bastante específico, formado por estudantes de nível superior e professores – todos querendo saber mais sobre a história recente do país. A obra é resultado de uma ampla pesquisae traz um conjunto de entrevistas, textos e uma cronologia que procura contraporlembranças da experiência policial à luta de militantes políticos na capital fluminense.


No Domingo, dia 1/9, o estande Letras de Niterói foi palco do lançamento do livro O Semeador de Bibliotecas, sobre a trajetória de Carlos Mônaco, personagem conhecido no meio literário fluminense por dedicar suas energias a único propósito: promover o acesso à leitura. O livro apresenta três sessões de conversas com intelectuais, jornalistas, amigos e familiares doescritor.

 

O grande homenageado deste ano, o poeta, professor, jornalista, tradutor e fotógrafo Luís Pimentel, também lançou no dia 1/9 a coleçãocomposta por cinco títulos indicados por ele. O escritor consagrado, atualmente com 101 anos de idade e ainda atuante, escolheu obras de períodos distintos para compor esta pequena coleção, que traz ao público grandes clássicos da literatura brasileira: Gonçalves Dias (poemas como I-Juca Pirama, Canção dos Tamoios e Os Timbiras); Eu e Outras Poesias, de Augusto dos Anjos; Dentro da Noite, de João do Rio; Poemas de Fagundes Varela e O Auto Representado na Festa de São Lourenço, do Padre José de Anchieta.

 

A Imprensa Oficial do Estado do Rio de Janeiro é a única editora em toda a Bienal a doar livros. São mais de 10 mil exemplares disponibilizados para o público de todas as idades, sempre com o mesmo objetivo: apoiar a educação, despertar nos mais jovens a paixão pela literatura e promover o acesso ao conhecimento.

 

- Essa é mais uma iniciativa da Imprensa Oficial para estimular a leitura e formar novas gerações de amantes de livros afirmou Haroldo Zager, diretor-presidente.

 

Além do espaço Letras de Niterói, a Imprensa Oficial trouxe pela primeira vez à Bienal do Livro o seu Projeto Mais Leitura, que disponibiliza obras de grandes editoras brasileiras ao preço de R$ 2,50. São títulos de diferentes gêneros e de autores renomados. O estande é um sucesso de público e já vendeu mais de 15 mil exemplares até o momento.




Encontre em um mesmo espaço serviços públicos facilitando a vida do cidadão e do empresário.

Diário Oficial

  

 

___________________   Participe das redes sociais    _____________________