Notícias







Faetec vai pagar hora extra aos docentes por jornada estendida de trabalho


A Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI) informa que foi publicada nesta quinta-feira, dia 02, no Diário Oficial a regulamentação do Regime Adicional de Trabalho (RAT) da Fundação de Apoio à Escola Técnica (Faetec), que prevê o recebimento de Adicional de Jornada Estendida (AJE) aos docentes que aumentarem sua carga de trabalho na Rede, por ministrarem aulas para além da carga horária estabelecida. 

 

O governador do Estado do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, regulamentou o artigo 10 da Lei n°6.720, de 25 de março de 2014, que indica a necessidade da Administração suprir temporariamente as vacâncias geradas pelos diversos afastamentos de docentes da Rede Faetec.

 

“A Regulamentação do RAT é a forma que temos de demostrar o quanto valorizamos nossos professores e que a luta deles também é nossa. Reafirmo que a educação é o principal meio para transformamos a vida das pessoas”, diz o secretário da SECTI Dr. Serginho. 

 

O RAT é uma espera antiga dos profissionais da Faetec, que vem desde a sua fundação, em 1997. Apesar da implantação do RAT ter sido prevista em 2014, no Plano de Cargos e Salários da instituição, nenhum dos governos anteriores conseguiu instituir.

 

A medida, além de valorizar o trabalho dos nossos docentes, pode reduzir a carência de professores da Faetec sem a necessidade de fazer um novo concurso. Com o RAT, é possível ampliar a jornada de trabalho em 10, 12, 20 ou até 24 horas, a depender da função e com a devida adequação dos vencimentos.

 

O benefício alcança os cargos de instrutor para disciplinas profissionalizantes 40h, professor de educação básica e professor de ensino superior, ambos de 20h e 40h.

 

“Essa luta antiga pelo RAT chegou ao fim e foi uma grande conquista da nossa atual gestão, com o empenho do secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Dr. Serginho, que tanto brigou para que os profissionais da Rede pudessem conceder maior dedicação aos alunos da Faetec”, avalia o presidente João Carrilho.