Notícias







Secretário de Desenvolvimento Econômico, Vinicius Farah, participa de evento sobre sustentabilidade


Secretário de Desenvolvimento Econômico, Vinicius Farah, participa de evento sobre papel dos municípios no ambiente e na sustentabilidade*

 

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Energia e Relações Internacionais do Governo do Estado do Rio de Janeiro, Vinicius Farah, participou, nesta quarta-feira (24/11), do 15º Encontro Regional da Associação Nacional de Municípios e Meio Ambiente (ANAMMA). O evento teve como tema o papel dos municípios no ambiente e na sustentabilidade.

 

– É prioridade para o governador Cláudio Castro a implementação de medidas para garantir a preservação dos recursos naturais e do meio ambiente do Rio de Janeiro – afirmou. – O governo tem investido em ações voltadas para a economia verde e deixado claro o compromisso de combater as mudanças climáticas. Estamos trabalhando para garantir uma economia mais sustentável no estado – reforçou.

 

O secretário participou de painel sobre a Política Nacional de Resíduos Sólidos e Implementação da Logística Reversa.

 

– Por meio da logística reversa, os impactos ambientais são diminuídos em um grau bastante significativo, reduzindo a poluição e os impactos negativos causados pelo descarte incorreto de resíduos – explicou.

 

Participaram o painel, o secretário de Qualidade Ambiental do Ministério do Meio Ambiente, André França, o subsecretário estadual de Saneamento Ambiental, Sérgio Mantovani, o coordenador do Escritório de Sustentabilidade Ambiental da Comlurb, José Henrique Penido, o presidente da Associação Brasileira de Reciclagem de Eletroeletrônicos e Eletrodomésticos (Abree), Sérgio Mauricio, da vice-presidente da Associação Ambiental para coleta, gestão e rerrefino do óleo usado (Ambioluc), Aylla Kipper, e do presidente da Associação Brasileira de Empresas de Tratamento de Resíduos e Efluentes (Abetre), Luiz Gonzaga Alves Pereira. 

 

O secretário lembrou que, em 2022, o Governo do Rio de Janeiro promoverá a Conferência Rio2030, que acontecerá 30 anos após a histórica Rio-92. 

 

–O evento internacional colocará o Rio de Janeiro como um polo de mobilização pelo desenvolvimento sustentável junto aos 92 municípios fluminenses, à sociedade brasileira e à comunidade internacional, com foco na Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU) – explicou. – O governador Cláudio Castro está convidando toda a sociedade e as prefeituras a participarem e construírem suas próprias propostas de ações para os próximos oito anos, baseadas nos 17 objetivos do desenvolvimento sustentável da Agenda 2030 da ONU – concluiu.